segunda-feira, 27 de fevereiro de 2006

Carnaval Criança

Olhares perdidos
No meio da multidão
Quase um sono mostrado nas faces
Pintadas retratam o que a vida esconde!

Esconde maus tratos
Mas é Carnaval
Tudo se mistura

No asfalto pintado
De confete e serpentinas
De pierrôs e colombinas
Desce o morro
É Carnaval!

Criança não lamenta
Tem o enredo decorado
Traz nos trejeitos
Sua escola de samba preferida
Se acha importante
Porque é Carnaval!

Criança não sofre
Não deixa amores
Amanhã é cinza,
Seu coração não feriu
Só assistiu mais um Carnaval!


De: Rosa Cândida

2 comentários:

3za disse...

Continua lindo o teu blogue! Força!
Beijinhos

fátima disse...

A Rita é uma curiosa sim e sensível menina, com a cabeça no lugar e com muitas potencialidades.
A minha mais jovem correspondente é um grande motivo de orgulho da família, amigos, professores (ao que parece) e também desta colega da mãe, que se sente como amiga. Muita PAZ, beijinhos. fátima donga.